fbpx

Bolsonaro veta volta do despacho gratuito de bagagem em voos

Facebook
Twitter
LinkedIn

Desde 2016, os viajantes pagam um valor a mais para despachar malas que superam os 23 kg em viagens nacionais e 30 kg em voos internacionais.

 

Jair Bolsonaro vetou o projeto que previa despacho gratuito

 

O presidente Jair Bolsonaro (PL) vetou na noite da última terça-feira, 14, o trecho de uma Medida Provisória (MP) que permitiria a volta do despacho gratuito de bagagem em voos – desde 2016, os viajantes pagam um valor a mais para despachar malas que superam os 23 kg em viagens nacionais e 30 kg em voos internacionais. Como justificativa, o governo federal avalia que a regra teria um efeito contrário do esperado e aumentaria o valor das passagens aéreas e dos serviços aéreos, diminuindo a competitividade do setor no Brasil.

O tema, vale lembrar, já havia sido abordado pelo Congresso Nacional ainda em 2019. A discussão, entretanto, acabou “esfriando” com a pandemia do novo coronavírus. Já no início deste ano, a Câmara dos Deputados e o Senado Federal aprovaram o retorno do despacho gratuito nos meses de abril e maio. O presidente Jair Bolsonaro, no entanto, vetou o trecho e deve publicar sua decisão no Diário Oficial da União nas próximas horas.

 

Por Jovem Pan

 

Construa uma vida sem preocupações financeiras com o CRG, seu plano único e completo com todas as carteiras de investimentos, clique aqui

Posts relacionados:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.