RISCO: Três pontos importantes para quem está começando, na hora de tomar uma DECISÃO (seja em um investimento, seja o negócio, seja em qualquer decisão da sua vida pessoal).

.

PRIMEIRO: em partes o risco é RELATIVO sim, por quê? Dependendo do que você vai se “aventurar”, quanto mais você CONHECE aquilo, o risco é menor para você. Por exemplo nessa montanha do vídeo, o risco para mim é absurdo, porque eu não conheço nada disso. Já para um guia desses do vídeo, investir em ações, por exemplo, pode ter um risco absurdo, enquanto para mim o risco investir é muito menor. Como diz o GaryVee “Um investimento em um piano para o Elton John tem um retorno de 1 bilhão de dólares, mas para mim tem retorno zero.”

.

SEGUNDO: quanto maior risco que você toma, você deve esperar um retorno maior. Não adianta tomar risco sem motivo nenhum. Então para esse cara vídeo, ele está tentando escalar o mais alto que ele pode (o prêmio/retorno), aquela velha história de que “cada um tem a vista da montanha que subir”. Nos investimentos e nos negócios, quanto maiores os riscos que você está tomando, você espera um retorno financeiro maior. Cuidado para não sair tomando o risco que não tem um retorno maior.

.

TERCEIRO: alguns detalhes técnicos específicos de risco em INVESTIMENTOS.

1️⃣ VOLATILIDADE: muita gente usa para medir risco. Volatilidade é simplesmente variação de preço em um espaço de tempo. Exemplo: Um fundo de investimento imobiliário (FII) que está na bolsa de valores tem muito mais volatilidade do que um imóvel que está na rua, porque não tem ninguém marcando o preço do imóvel, sendo que na PRÁTICA os dois compram a mesma coisa, compram um imóvel do mesmo jeito. Então medir risco por volatilidade não é coerente.

2️⃣ Você pode tomar risco sim desde que você sempre tenha uma expectativa de retorno MAIOR do que do que o potencial de perda (assimetria positiva). E desde que você nunca toma um risco grande suficiente para te “matar” (te quebrar).