Os 10 principais riscos para investidores nos próximos meses de 2021

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn

ATENÇÃO INVESTIDOR E INVESTIDORA…

Na nossa visão na AF Business School, segue os 10 principais riscos (e oportunidades) do cenário macroeconômico para você monitorar nos próximos meses em 2021.

Veja se você concorda, discorda ou adicionaria algum outro fator a se ter muita atenção nos próximos meses.

 

1) [Brasil] Alta de inflação e taxa de juros (Selic): espera-se que tenhamos uma Selic entre 5 e 6% esse ano. Como isso vai afetar o fluxo de dinheiro para mercados (custo de oportunidade – vai afetar muito ou pouco) e como vai afetar a ponta longa da curva de juros (taxa de desconto para valuations principalmente de empresas de crescimento/tecnologia)

 

2) [Brasil] Incerteza fiscal e turbulências políticas: como será recuperada a disciplina com gastos/dívida em um momento de eleições 2022 se aproximando e perda de popularidade do presidente (momento que atitudes populistas tendem a prevalecer)

 

3) [Brasil e Mundo] Reação da economia real aos novos estímulos: se a recuperação principalmente de PIB, empregos e renda vai compensar o aumento exuberante de estímulos e dívidas no Mundo todo. Afinal, cedo ou tarde, a economia só continua crescendo se a população tiver capacidade de consumo. E também se a desigualdade aumentar demais (vai aumentar, fato) isso também pode ser um problema adicional, tanto de consumo, quanto de turbulências sócio-políticas.

 

4) [Brasil e Mundo] Velocidade de vacinação: tanto para analisar a velocidade reabertura de economia (quanto mais demorar, maiores os danos), quanto para conseguir finalmente gerar imunização de rebanho e evitar o aparecimento de novas mutações/cepas (se demorar muito, no pior cenário, pode ser preciso começar a vacinação do zero).

 

5) [EUA] Pacotes de estímulos trilionários (já aprovados e novos): estamos em um momento em que emprego/renda já vem se recuperando nos EUA, além de a população estar com recorde histórico de poupança. Como isso vai afetar a inflação? O FED continuará mantendo taxas de juros praticamente zeradas (como Powell afirma)? Como vai afetar os juros longos de 10 anos nos EUA (treasuries de 10 anos que afetam mercados do Mundo todo)?

 

6) [EUA] Dólar US$ x Real R$: o dólar tende a ter leve enfraquecida em relação a moedas emergentes (devido ao “boom de commodities” e aumento de juros nos emergentes – aumentando o chamado carry trade). Contudo, se Brasil não fizer “dever de casa” fiscal, o Real continuará ficando para trás como tem ficado na lanterna das moedas nos últimos meses.

 

7) [EUA] Democratas x empresas: como se dará a regulação das big techs e seus oligopólios (Amazon, Google, Facebook, Microsoft e outras) e como será o impacto nos lucros do aumento de impostos para grandes empresas, prometido por Biden tanto em campanha, quanto frisado novamente por agora (financiar a expansão fiscal).

 

8) [EUA x China] Disputa pela hegemonia mundial: como os gigantes investimentos em infra-estrutura serão sustentados e como pode beneficiar países emergentes, como o Brasil (exportação de commodities – petróleo, minério de ferro, açúcar, soja, papel e celulose, etc.)

 

9) [Mundo] Relação entre EUA e China pós-crise: no governo Biden, as tensões provavelmente virão mais por sanções regulatórias, envolvendo questões como cyber segurança, privacidade e propriedade intelectual. Diferente do mecanismo por guerra tarifária comercial que era usado no governo Trump (apesar de que Biden já falou que não vai reverter as tarifas impostas e modificadas por Trump).

 

10) [Mundo] Relação de globalização pós-pandemia: há um receio de voltarmos atrás na globalização mundial devido ao susto causado pela pandemia. Isso poderia ser prejudicial para o crescimento econômico mundial (principalmente de países emergentes). Vamos monitorar questões como: cadeias de suprimento, cyber segurança, sustentabilidade ambiental (acordos de controle de poluição), controle de doenças, controle global de dados (e privacidade) e demanda por commodities para políticas expansionistas.

 

Você concorda, discorda ou adicionaria algum outro fator a se ter muita atenção nos próximos meses?

 

Um abraço. Ibrahim Facuri (CNPI 2534)

 

Conheça a completa Carteira de Investimentos AF. Tudo o que você precisa sobre investimentos (ações, FII´s, internacionais, renda fixa, criptoativos, etc.), em um só lugar. Para quem não tem tempo sobrando: http://loja.anti-fragil.com/carteira-af/

Posts relacionados:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *