Com bons resultados, ‘semana de quatro dias’ começa a ganhar espaço em empresas

Facebook
Twitter
LinkedIn

Empresas que testaram a medida garantem que os resultados são positivos para os funcionários e que a produtividade não caiu

 

Redução da carga horária de trabalho pode ser benéfica ,tanto para os funcionários, quanto para as empresas

 

A jornada reduzida de trabalho, como a instauração da semana com quatro dias úteis, já é realidade em algumas empresas do país. A redução da carga horária tem mostrado resultados positivos, como apontou Evanil Paula, CEO de uma empresa de meios de pagamentos que implementou esse sistema como teste. De acordo com o empresário, os funcionários abraçaram a ideia e a produtividade não caiu: “A demanda que nós temos por saúde mental e bem estar, isso a gente vê muito valor. Nós percebemos que estar com a família, ter um tempo para cuidar da Saúde e ter um tempo para resolver as coisas do dia a dia traz uma satisfação para o profissional e isso traz o profissional mais para dentro do projeto e para dentro das demandas que a empresa tem”.

“Percebemos que não tivemos perda de produtividade e, no atendimento, nossos clientes não trouxeram desconforto. O foco principal foi tentar liberar a sexta-feira, de tal forma que a pessoa pudesse descansar sexta, sábado e domingo”, detalhou o CEO à reportagem da Jovem Pan News. Mais de um século desde a adoção da semana de cinco dias de trabalho pelo americano Henry Ford, o que virou regra no mundo todo, esse novo modelo com apenas quatro dias de atividades começa a ser testado de maneira mais frequente. No Brasil, as companhias que instituíram a nova jornada veem melhorias na eficiência, bem-estar dos trabalhadores e até mesmo aumento de receitas.

Edenize Maron, que é gerente geral para a América Latina de uma empresa de tecnologia que procura se antecipar a essa nova tendência, destacou que a mudança atrai talentos para o time de profissionais: “Uma empresa que sempre usou a seu favor o uso da tecnologia e tirou muito proveito para o negócio usar essa flexibilidade para atrair os profissionais mais sêniores do mercado. Hoje em dia não é só o dinheiro que atrai as pessoas, tem que encaixar com o que ela quer fazer da vida dela, principalmente pessoas mais maduras. Esse é justamente o foco da empresa, a gente tende a trabalhar com pessoas mais experientes. Desde julho, e vamos continuar em agosto também, os funcionários estão muito felizes porque faz muita diferença poder trabalhar quatro dias e usufruir três dias.

Com a adoção desta medida os funcionários ganham tempo para resolver questões pessoais, ficar com a família e ter mais horas de lazer, o que melhora a qualidade de vida e impacta diretamente na produtividade da empresa. O analista de sistemas Vinícius Cardoso apontou que essa concepção poderia dar um impulso na carreira dos contratados: “Na área de tecnologia é algo que é possível, mas eu acho difícil aqui no Brasil. Seria algo muito legal se acontecesse… Seria mais tempo para se desenvolver profissionalmente. Ter um dia livre na semana, além de ver a família, possibilitaria também crescer na profissão”.

 

Por Jovem Pan

 

Aulas ao vivo P5M, toda 3ª feira às 20h. Ao vivo e gratuitas, as melhores aulas que você já viu (palavra de honra) sobre como dominar os investimentos, negócios, finanças e empreendedorismo. Clique aqui e se cadastre.

Posts relacionados:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.