A Previdência Privada nada mais é que um Fundo De Investimentos com algumas “regrinhas” específicas. Ou seja, você pode ter fundos de previdência de diversas categorias (multimercados, ações, renda fixa, etc.). Em geral, a maior parte da renda fixa mesmo. Ou seja, você deve analisar esse “fundo”, como qualquer outro (por exemplo, ver a performance dele em 5 a 10 anos, no mínimo). E QUANDO FAZ SENTIDO TER UMA PREVIDÊNCIA? Depende muito de cada caso, mas em geral, veja se você se encaixa em algum caso desses:

  • Quando se tem renda baixa e quer ter uma renda no futuro – Faz sentido, principalmente VGBL;
  • Quando se tem renda alta e faz declaração completa – Pode fazer parte do mix de sua carteira, até 12% de sua renda tributada (o que você declara);
  • Quando pensar em alguma estratégia específica – Como planejamento sucessório, por exemplo.

Navegue por categorias