A frase de Peter Schutz, e a cada dia está mais provado que um dos principais ativos dos empreendimentos de sucesso é: GENTE. A maioria dos gestores não conhece, não entende e/ou faz (na PRÁTICA) exatamente o CONTRÁRIO do correto. Veja 3 dicas práticas:

1️⃣ Dica da Endeavor Brasil Diversos estudos já COMPROVARAM que dinheiro não motiva as pessoas, inclusive alguns provaram o contrário (levou à um pior desempenho). Por outro lado, o dinheiro ajuda a não desmotivar ao longo do tempo, para que você não perca aquela pessoa “chave” em seu time.

O que MOTIVA as pessoas:

✔️a) Autonomia : ter poder de tomar decisões e fazer do seu jeito.

✔️b) Propósito : se identificar com a causa da empresa e trabalhar em prol de algo maior que ela mesma.

✔️c) Maestria : sentir que está ficando cada vez melhor em suas funções e ser reconhecido.

 

O que EVITA que as pessoas se desmotivem ao longo do tempo:

✔️a) Transparência e justiça : tratar todos com “equidade” (não é “igualdade”, quem faz mais merece mais). Diferente da “equidade” do meio social: quem precisa mais, terá mais.

✔️b)Pertencimento a um grupo: sentir que a empresa é sua casa e sua família.

✔️c) Entender a importância da sua função: uma forma clássica é fazer as pessoas entenderem como funciona toda a empresa e, assim, entender o motivo pelo qual sua função é tão importante.

✔️d) Sistema de benefícios e recompensas: aqui finalmente entra o dinheiro (ver que pode crescer ali)

 

2️⃣ Dica de Jack Welch (ex-CEO da G.E. – considerado um dos melhores de todos os tempos): Jack Welch, classifica as pessoas em 4 tipos, de acordo com sua QUALIDADE TÉCNICA (“bom de serviço”) e seu CARÁTER / COMPORTAMENTO (lealdade, honestidade e identificação com a identidade da empresa).

✔️a) Bom tecnicamente e bom caráter: contrate e mantenha

✔️b) Ruim tecnicamente e bom caráter: contrate e treine

✔️c) Ruim tecnicamente e mal caráter: não contrate ou demita

✔️d) Bom tecnicamente e mal caráter: “KILL HIM!” (“MATE-O!” – Esse perfil é o que ele considera pior e mais nocivo para as empresa. Costumamos manter colaboradores “bons de serviço” e de caráter duvidoso.)

 

3️⃣ Dica de Jorge Paulo Lemann (o maior empresário do Brasil) e Jack Welch (citado acima): Ambos concordam no seguinte:

✔️ “Contrate devagar e demita rápido!”

Na prática, costumamos fazer exatamente o CONTRÁRIO. Devido à falta de tempo, costumamos ter processos de seleção superficiais e rápidos, enquanto mantemos por muito tempo pessoas ruins na equipe (por já ter ensinado a rotina do negócio e ter custos para a demissão).

À longo prazo, não vale a pena! Escute os grandes: “Contrate devagar e demita rápido!”.