Essa é uma dúvida constante. Seja querendo começar um negócio do zero, seja querendo largar o emprego para empreender ou algum negócio já existente pensando em implementar um novo projeto…

 

De fato NÃO existe uma resposta 100% certa. Já vi casos de gente arriscando tudo para começar um negócio e dando certo, como já vi inúmeros se dando muito mal. O que existe são formas simples de tentar minimizar seu risco ou pelo menos evitar que você morra “sem folego” na beira da praia. Algumas sugestões abaixo (lembrando que não são regras, mas ajudam):

 

1️⃣ COMEÇANDO DO ZERO: tenha dinheiro suficiente para que a operação do negócio rode sem NENHUMA receita por pelo menos 1 ano. Faça a projeção dos custos e despesas mensais, e calcule o valor para 12 meses. Seja realista e “pessimista” nessa hora, pois SEMPRE aparecem custos inesperados. Esse capital pode ser seu pessoal ou de um sócio-investidor (há vantagens e desvantagens em cada caso).

 

2️⃣ LARGANDO UM EMPREGO PARA EMPREENDER: há duas possibilidades mais prudentes quando se quer começar um negócio dessa forma. A primeira é se você capital para bancar operação por um tempo (como descrito na opção 1 acima), além do capital para bancar suas despesas pessoais. Nesse caso você poupou ou por algum outro motivo tem esse capital. A segunda é você empreender em tempo parcial (sim, a noite, de madrugada, hora que der) até que esse negócio gere uma renda igual ao seu salário ou que pelo menos pague suas contas pessoais. Lógico que nessa segunda opção, vai depender da complexidade do negócio e há grandes chances de você precisar de um sócio que esteja no negócio “full time”.

 

3️⃣ PROJETO EM NEGÓCIO JÁ EXISTENTE: nesse caso vamos olhar para o capital no caixa da empresa. Uma filosofia semelhante à opção 1 acima, mas ao invés do seu capital pessoal ou de um investidor, o caixa da própria empresa precisa conseguir bancar os custos do projeto por um tempo (lembrando que a empresa também precisa de caixa adicional para suas operações de rotina). Além disso, vamos avaliar a viabilidade e o retorno desse projeto (TIR ou outro indicador), para ver se realmente vale a pena.

 

Se você ainda precisa de ajuda, nós temos uma aula gratuita que vai te ajudar. Conheça “Os 10 Erros Mais Graves no Começo de um Negócio”. Clique aqui.